segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

César, Inês e Filomena

Com algumas excepções claro (:D) tragam-me estes três e não preciso de mais nada para ter um final de Domingo mais divertido. O Vale Tudo na Sic está cada vez melhor.
E isso deve-se principalmente a estas três pessoas em baixo.

 César Mourão

 Inês Castel Branco

Filomena Cautela

Óscares 2013

Tenho pena de não poder ver os óscares, acho que só uma vez consegui ver sem peso na consciênca de no outro dia ir trabalhar. 
Ao que parece não houve um vencedor absoluto. Mas gostei que o melhor filme tivesse sido o Argo. Eu gostei do filme, mas gostei sobretudo de ver o Ben Affleck tão bem neste filme, não ganhou melhor realizador mas ganhou melhor filme...já não é mau!
O melhor realizador foi o Ang Lee com A Vida de Pi. Este filme tinha de ganhar alguma coisa, porque é muito bom.
Mas o que eu achei muito merecido foi o Christoph Waltz vencer o óscar de melhor actor secundário. Para mim 80% do filme Django foi este homem:

 

Do Gelo

Pois é hoje foi o dia de ter gelo no vidro do carro :(
E de uma espessura mais ou menos, porque só atirando uma garrafa de água para cima do gelo ele começou a derreter. E tinha de ser rápido para conseguir chegar ao trabalho a horas. Nunca me lembro de ter à mão um daqueles produtos que ao que parece fazem milagres nestes casos.
Mas, com este frio que está, com coisas muito mais interessantes para tratar e com esta vontade de trabalhar...era bem melhor ter ficado em casa :) mas quando não pode ser não pode ser.

Bom dia!
 

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Tira-me do sério

Eu sou uma pessoa  muito pacífica no trabalho, normalmente faço o que me dizem e raramente me oponho a alguém porque regra geral concordo com as coisas. 
No entanto o que me tira do sério ao ponto de deixar de ser tão simpática e me mostrar um bocado arrogante até, é quando as pessoas não se responsabilizam por aquilo que fazem quando está mal feito. Não entendo, não compreendo e não aceito. Eu não sou assim, se fiz mal, se fiz diferente do que era suposto, então tento corrigir e admito que a responsabilidade era minha! Faço o que tenho a fazer e pronto. Mas as pessoas que não se reponsabilizam não só têm a lata de não se responsabilizarem, como também atiram a culpa para outros. Outros que nem cá estão.
Nesses casos fico furiosa (por dentro) e respondo à altura da situação. Não sou mal educada mas digo o que tenho a dizer de forma a que a pessoa perceba que se calhar até tem culpa e não ficava mal admitir isso. Alguns percebem...outros continuam na ilusão que são perfeitos e que apenas os outros falham.

Dia de falar a lingua materna

Pois é, segundo a Comercial hoje é o Dia Internacional da Lingua Materna. 
Está bonito. 
Como é que iríamos conseguir não dizer as palavras em baixo que já estão tão enraizadas em nós?
  • shopping
  • site
  • password
  • e-mail
  • ok
  • feedback
  • phones
  • online
Algumas delas nem sabemos dizer de outra maneira :)
 

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Tratar de coisas

Gosto da sensação de ter coisas para tratar. Ou é uma pintura para controlar, um contrato para fazer, uns retoques que têm de ser dados e há que insistir com quem tem de os fazer, mobílias para escolher, medidas para tirar, muitas coisas para comprar.
Gosto desta sensação de ir construindo algo nosso aos pouquinhos :) dá trabalho mas é muito bom.

Isto é para não me esquecer desta sensação boa quando as menos boas me assombrarem :) fica então aqui registado.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Whitney

Acho que ainda não tinha falado com o merecido destaque da série Whitney.
Eu Adoro!!
Ela não tem papas na língua, diz tudo o que tem a dizer e sem filtros. E ele tem os comentários típicos de uma relação a dois, onde se adoram, mas nenhum quer ficar atrás do outro. Os dois têm de ter razão :)  mas no fim acaba tudo em bem.
É uma daquelas séries descontraídas, os vinte minutos passam a correr e queremos sempre mais.
Gosto muito.

Que passe rápido...

Ninguém disse que era fácil lidar com pintores, trolhas, construtores, etc...mas precisava ser tão complicado? Se as pessoas fossem simplesmente honestas não havia problema nenhum e cada um podia andar com a sua vida para a frente. Mas não. As pessoas não são assim tão honestas, não se interessam por fazer o trabalho direito e ainda tentam "tapar os olhos" dos outros.
No meu trabalho eu tenho de fazer o trabalho que me pedem, não posso fazer mais ou menos ou pela metade. Tenho de o fazer e fazer bem, ponto final. Não deviam todos ser assim? Mas pelo que se vê não são :/
Gostava que estívessemos apenas contentes, realizados e felizes. Mas não podemos estar, temos de estar stressados, preocupados e sempre em alerta para que não nos estejam a enganar. E o problema maior, no meio disto tudo, é o que o stress nos faz. Andámos esgotados e sem paciência.
Só espero que isto passe rápido para podermos voltar ao modo deslumbrados com tudo :) porque afinal é uma das fases mais fofas que estamos a passar.

Bom dia a todos :)
 

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

O Impossível (é um filme que marca)

Pois é, este filme marca mesmo.
Se chorei? Claro. Não dava para ser de outra maneira. As crianças emocionaram-me em muitas partes, principalmente numa cena em particular que não vou dizer para não estragar a emoção a quem não viu :) mas quem viu com certeza perceberá a que cena me refiro.
Eu não queria destacar nenhum actor em particular, porque trata-se aqui de relatar uma história verídica. Mas as crianças na minha opinião estiveram muito, muito bem. 
Eu estava à espera de intensidade e muita emoção, mas não estava à espera do realismo com que isso tudo foi transmitido. Está uma história bem contada, acredito que fiel ao que aconteceu na realidade, e que no final nos deixa aquela sensação de termos visto um filme de heróis que sobreviveram a tamanha provação.  
Aconselho muito.

Pipoca (s)

Este podia ser um post sobre pipocas porque eu ADORO. Para mim ir ao cinema e não comer pipocas não é a mesma coisa, e só consigo mesmo quando já estou cheia demais para come-las :)

Mas não, este post é mesmo sobre a Pipoca mais doce que agora vale por dois :) ela está grávida. 
Apesar de eu andar pelo mundo dos blogues há pouco tempo, já percebi que há quem a adore e quem não goste assim tanto. O que eu acho é que neste mundo é inevitável não sabermos de quem estamos a falar, é a blogger mais conhecida e mais falada, portanto não há volta a dar. E o facto dela estar grávida é uma curiosidade para a qual se chama a atenção, porque afinal (pelo menos aqui) ela é super famosa :) Posto isto, dou os parabéns aos futuros papás.

Do dia dos namorados

Pois é, lá passou mais um dia que é só o mais romântico do ano :) foi bom, muito bom. Mas quando se está com quem se ama é impossível não ser bom...é ou não é? :)
Foi uma noite calminha, jantamos coisas que fazem mal ao corpo mas bem à alma :D e depois cinema. E o filme foi "O Impossível". Podia parecer um filme dramático para a ocasião, mas para mim foi perfeito. Adorei o filme, tirando claro o facto de se tratar de uma tragédia que realmente aconteceu. Mas o facto daquela família ter sobrevivido assim...é qualquer coisa.

Mas depois faço um post só do filme :)

Espero que o vosso dia dos namorados tenha sido lindo! (Amor lindo eu adorei o nosso dia ou noite ;) )
 

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Do Carnaval

Para mim o Carnaval é para as crianças. Não acho piada a ver os adultos mascarados (muitas vezes máscaras pouco interessantes), porque para mim ficaram marcados os quatro anos em que tive direito a uma fantasia toda bonita na escola primária e isso é que é o Carnaval. Mascarar-me em criança.
Mas não censuro as pessoas que gostam e querem fantasiar-se, só não me peçam para o fazer toda alegre e contente, se algum dia o fizer será com certeza mais contrariada que outra coisa :) 
No entanto, acho que quem gosta censura muito quem não gosta. Acho mal. Deviam compreender e aceitar, afinal cada um sabe de si. E eu não ando por aí a dizer "não te mascares", a não ser que seja ao meu amor que tem de estar a fazer par comigo no lado dos não mascarados :D (desculpa fofinho).

Quem sabe um dia até mudo, mas por agora é mesmo isto.

 

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Django Libertado

Pois é, falta aqui actualizar a minha lista dos filmes nomeados :) mas ainda faltam alguns:

Melhor Filme
«Amour»
«A Vida de Pi»
«Argo» 
«Lincoln»
«Beasts of the Southern Wild»
«Silver Linings Playbook»
«Zero Dark Thirty»
«Django Unchained»
«Les Misérables» 
 
E o último que vi foi o Django.
 
 
Ora bem, eu vi o filme no cinema e estava a gostar muito. Não estava a contar rir-me tanto como ri, tem algumas partes muito engraçadas, mas eu acho que naquele dia eu estava para aí virada e por isso é que achei tão engraçado. Quase me vinham as lágrimas aos olhos de tanto rir.
No entanto, apartir do meio do filme tudo mudou na minha opinião. A história deu uma volta estranha, estava tudo a correr tão bem...porque é que aconteceu aquilo?! Mas pronto era porque a história tinha mesmo de ser assim.
Gostei, mas confesso que no final pensava que ia poder dizer que adorei, mas afinal só gostei.
 
E o Leonardo DiCaprio? Gosto muito dele, nunca me desilude em nenhum filme e neste mais uma vez gostei, apesar de ele não ser a verdadeira estrela do filme.
 

Eu não sabia (#9)

Então não é que a Marisa Cruz e o João Pinto estão separados?! Eu não sabia e deixa-me triste. O João era o meu ídolo da adolescência e achava que eles eram felizes juntos.
Que pena.


Será por isso que ela decidiu mudar radicalmente este ano? Não só de visual mas também na forma de estar? Ela está muito mais solta a apresentar o programa e parece mais feliz.
É mesmo pena, mas parece que ela está melhor sem ele :(

 

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Felicidade :D

Hoje é um bom dia para estar feliz!! 
Ás vezes parece que as coisas andam e depois desandam, mas finalmente lá voltam a andar.
Hoje estou feliz :)

Bom dia para vocês :)

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Trabalho vs Avaliação

Como é que se consegue avaliar o trabalho de alguém sem ser injusto? Este tipo de avaliação acaba por ser tão subjectiva que volta e meia existem injustiças, pessoas que deixam de se sentir bem no trabalho, deixam de se sentir bem com quem trabalham e com as tarefas que desempenham. Do ponto de vista do empregado, o trabalho estando feito e sem qualquer queixa então fez um bom trabalho. Mas do ponto de vista do empregador o trabalho estar feito não passa da obrigação de cada um e se não fez nada para além da sua responsabilidade dita normal então fez um trabalho mediano. Não se destacou, não merece palmada nas costas, nem tão pouco merece um aumento.
Eu compreendo que em alguns casos seja mesmo assim, pessoas que se limitam a fazer o seu trabalho sem ajudar ou incentivar os demais, e que portanto merecem ser avaliados de forma menos boa. Mas e os outros? Aqueles que se "matam" a trabalhar para que o trabalho de outros se possa destacar? Esses merecem o mediano? Eu diria que não, mas voltamos à subjectividade...como é que se avalia um trabalho que poucos são aqueles que têm acesso a ele? É complicado.
Vejo casos nos quais a injustiça é gritante mas ninguém faz nada. Não se pode fazer nada, há um argumento qualquer que dita a avaliação para baixo e ninguém pode ir contra. É a vida dizem.
No entanto, por experiência própria posso garantir que ainda há pessoas que sabem avaliar, que são justas, que olham para além do óbvio, mas não é em todos os casos nem para todas as pessoas. É injusto? É, mas é a vida...dizem.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Muita calma nessa hora

Naqueles momentos em que parece que está tudo a correr mal temos de parar. Parar os nervos, parar o stress, parar porque sim. 
As coisas resolvem-se na mesma e temos de nos poupar a estes momentos menos bons que nos deixam em baixo. Por isso (e contra mim falo) é preciso alguém manter a calma. Vamos ter calma e esperar pela tão aguardada resposta que está tudo feito, tudo bem feito e finalmente feito!
Bora lá então.
:)